Serviços

Os serviços executados pela DSA garantem ao cliente que seus equipamentos estarão em conformidade com os regulamentos e normas técnicas.
Fornecemos mão de obra qualificada e treinada nas atividades de: Fabricação, Pintura Industrial, Soldagem, Qualidade, Ensaios Não Destrutivos, Gerenciamento e coordenação de contratos de inspeção e avaliação de integridade.
O expertise da nossa empresa proporciona um melhor controle na inspeção, manutenção e operação dos equipamentos e, consequentemente, eleva a condição de segurança dos trabalhadores e instalações. Sabemos que a falha, na maior parte das vezes, é causada pelos seguintes fatores: Erros de projeto, Defeitos pré-existentes, Cargas acima dos limites previstos, ataque do meio e/ou desgaste natural do material. Uma avaliação de integridade realizada de forma eficiente pode identificar esses mecanismos que podem levar a falha e antecipar as ações de manutenção para prevenir e evitar que elas ocorram.
Realizamos serviços de inspeção em paradas de manutenção com profissionais qualificados, treinados e capacitados para execução das inspeções.
Nossos objetivos são:

  • Fornecer serviços de alta qualidade a um preço competitivo e razoável
  • Desenvolver soluções práticas para os problemas de engenharia e integridade física dos clientes
  • Trabalhar com nossos clientes como uma única equipe e objetivo comum.
Serviços

NR-13

Vasos de Pressão, Caldeiras e suas tubulações, são equipamentos fundamentais na indústria de processamento químico, petrolíferas, papel e celulose, usinas de açúcar e álcool, siderúrgicas, metalúrgicas, químicas, etc. Operam muitas vezes com produtos perigosos e em condições extremas de solicitação operacional, uma falha em um desses equipamentos podem ter consequências desastrosas para o ser humano, instalações e meio ambiente.
A Norma Regulamentadora NR-13 do Ministério do Trabalho e Previdência Social estabelece procedimentos para o acompanhamento da vida útil de um equipamento submetido a pressão, a partir de requisitos mínimos de fabricação, instalação, inspeção, operação e manutenção, visando a integridade física, segurança e saúde dos trabalhadores.
A NR-13 foi criada em 8 de junho de 1978, sofrendo revisões pelas portarias SSMT n.° 2, de 8 de maio de 1984; SSMT n.°23, de 27 de dezembro de 1994; SIT n.º 57, de 19 de junho de 2008 e Portaria MTE n.º 594, de 28 de abril de 2014.

A abrangência da inspeção de segurança periódica bem como as técnicas a serem utilizadas deverão ser definidas pelo “Profissional Habilitado”, com base no histórico do equipamento e nas normas técnicas vigentes e respectivos códigos de projeto. Os intervalos entre inspeções são definidos em função de sua categoria ou definidos pelo PH, nunca sendo superior aos prazos estabelecido na NR-13.

Importante lembrar que o potencial explosivo de uma Caldeira, Vaso de Pressão e Tubulação está sempre presente e muito real

Nosso Suporte Técnico e de Engenharia com experiência na prestação nos seguintes serviços:

  • Diagnóstico da situação dos equipamentos e instalação industrial em relação a integridade física e aspectos normativos da NR-13
  • Classificação dos equipamentos em suas respectivas categorias
  • Elaboração, execução e aprovação do projeto de instalação
  • Inspeção de segurança: Inicial, periódica e extraordinária
  • Confecção e instalação de placas de identificação
  • Emissão e aprovação do Relatório de Inspeção e Segurança Inicial
  • Adequação dos equipamentos e instalações
  • Emissão ou reconstituição do prontuário NR-13, com cálculo de PMTA, de espessura mínima e de vida residual
  • Emissão de Projeto de Alteração e Reparo (PAR)
  • Acompanhamento de testes de pressão, com liberação e aprovação dos certificados
  • Acompanhamento na fábrica dos testes e END´s realizados
  • Gerenciamento das inspeções
  • Elaboração e aprovação do prontuário e registro de segurança
  • Aprovação dos testes de ajuste e calibração de válvulas de segurança
  • Suporte técnico de Engenharia e projeto
  • Cursos e treinamentos
  • Avaliação e aprovação de documentos
  • Auditoria de Setor Próprio de Inspeção de Equipamentos (SPIE)
  • Emissão de plano de inspeção para equipamentos de processo

Inspeção de Equipamentos

Inspeção Técnica Industrial

  • Inspeção de pintura
  • Avaliação de integridade física de equipamentos e instalações
  • Inspeção de recebimento, fabricação e montagem
  • Inspeção de tanques de armazenamento
  • Inspeção de vasos de pressão
  • Inspeção de tubulações
  • Inspeção de trocadores de calor
  • Inspeção de caldeira
  • Inspeção e testes de válvulas de bloqueio e Segurança
  • Diligenciamento e inspeção de materiais e equipamentos
  • Testemunhar testes de pressão, incluindo Leak Test, estanqueidade, hidrostático e pneumático.
  • Inspeção e teste de estanqueidade em tubulações de gás em instalações prediais.
  • Inspeção de refratários
  • Fornecimento de mão de obra para acompanhamento e fiscalização de obras


Análise e Gerenciamento de Risco

Apesar do esforço da indústria em diminuir a probabilidade de eventos indesejáveis, muitos riscos têm prevalecido por décadas. Quando especialistas julgam os riscos, eles associarão um risco elevado a dados estatísticos sobre fatalidade elevados.
Muitos empresários não conseguem compreender quanto realmente custam os acidentes e eventos indesejáveis que ocasionam perdas, tais como prejuízo financeiro, lucro cessante, acidentes com operários, perda de eficiência e outros fatores que comprometem a imagem da empresa, e muitas vezes até mesmo sua sobrevivência num mercado cada vez mais exigente e competitivo.
O processo de gerenciamento dos riscos proposto, proporciona uma nova maneira de pensar sobre os riscos do processo.

Fluxograma

NÍVEIS DE ANÁLISE

Análise de Desempenho Nível 1

O nível 1 oferece um rápido acesso ao desempenho do sistema, através de uma única metodologia. Em outras palavras, essenível de análise indica quais as perguntas a serem feitas. Contudo, não é o objetivo do nível 1, indicar um sistema, o qual suporte uma análise de decisão. O tempo de duração de uma análise nível 1 é em geral curto.

Análise de Desempenho Nível 2

O objetivo de uma análise nível 2 é também promover um rápido acesso ao desempenho do sistema, contudo a luz de várias metodologias existentes, o que possibilitará um maior suporte na tomada de decisões. Fornece um melhor entendimento das incertezas intrínseca na avaliação de desempenho. Por outro lado, neste nível de análise as incertezas não são quantificadas, ou seja, as incertezas são estudadas sob um enfoque qualitativo. Em geral, uma avaliação de engenharia nível 2 requer o dobro do tempo de uma avaliação nível 1.

Análise de Desempenho Nível 3

Uma análise nível 3 tem por intenção entender em detalhe uma avaliação de engenharia. Em geral, isto implica na combinação de um ou mais dos seguintes aspectos:

  • a) Um detalhamento de todas as incertezas.
  • b) Quantificação das incertezas através de modelos matemáticos e simulações computacionais.
  • c) Uma grande variedade de questionamentos, são examinados em detalhes, inclusive com o emprego de simulações numéricas.

As informações a serem fornecidas em uma análise nível 3 estarão na fronteira do conhecimento. O tempo esperado para o desenvolvimento de uma análise nível 3 é longo.

Análise e Gerenciamento de Risco

Análise de Desempenho Nível 4

Em uma análise nível 4 é esperado um completo entendimento entre o state-of-art, i.e., a pesquisa e a engenharia aplicada. Em outras palavras, em uma análise nível 4 os modelos matemáticos e simulações computacionais desenvolvidos serão refinados através de experimentos em laboratórios. Além disto, uma avaliação de desempenho nível 4 levará em consideração os recursos da comunidade disponíveis, os quais poderão ser usados na mitigação dos riscos. O tempo esperado para o desenvolvimento de uma análise nível 4 é muito longo.


Ensaios Não Destrutivos

Ensaios não destrutivos são métodos de testar as peças fabricadas sem danificá-las. São largamente utilizados na indústria para avaliação da qualidade e detecção de variações na estrutura, falhas superficiais, presença de trincas e outras interrupções físicas, medida de espessura de materiais e revestimentos e determinação de outras características de materiais.

  • INSPEÇÃO VISUAL - IV
  • LÍQUIDO PENETRANTE - LP
  • MEDIÇÃO DE ESPESSURA - ME
  • PARTÍCULA MAGNÉTICA - PM
  • ULTRA-SOM - US
  • PHASED ARRAY - PA

Inspeção visual - iv

É uma maneira simples e eficiente para avaliar os equipamentos durante a fabricação, antes e após a instalação, durante a sua vida útil, em reparos e alterações.

Garante que o equipamento que está sendo inspecionado cumpre os regulamentos locais de regulamentação, os códigos aplicáveis e quaisquer requisito específico do cliente.

A inspeção em serviço avalia a integridade do equipamento depois de ter entrado em funcionamento e considera fatores operacionais e de processos que irão afetar a integridade do equipamento, pode ser uma inspeção externa, com o equipamento ainda em operação ou a uma inspeção interna e externa completa, que requer que o equipamento seja retirado de operação, isolado para a entrada e limpos

Líquido penetrante - lp

É um método de análise não-destrutiva de baixo custo utilizado para localizar descontinuidades de superfície em materiais não porosos, tais como metais, plásticos e materiais cerâmicos vitrificados, vidros e plásticos. É normalmente usado para detectar descontinuidades de superfície em peças fundidas, forjadas e soldas, tais como trincas, rachaduras, emendas, laminações, porosidade, etc. É aplicado em equipamentos novos e em serviço. Líquidos penetrantes pode ser usado na maioria dos componentes em tamanho e em forma, contudo, raios apertados e cantos podem ser difíceis de limpar.

Medição de Espessura

É um método preciso, rápido e relativamente barato para determinar a espessura e mapeamento de corrosão em materiais ferrosos e não ferrosos.

Pode ser utilizado para mapear a corrosão interna. Determinação do tamanho, forma e espessura remanescente dentro das áreas de corrosão.

Partículas Magnéticas

Pode ser aplicado tanto em peças acabadas quanto semi-acabadas e durante as etapas de fabricação e em manutenções.
O exame de partículas magnéticas (PM) é um método muito popular e de baixo custo para realizar o exame não destrutivo de material ferromagnético. Materiais ferromagnéticos é definida na Seção V da ASME como "um termo aplicado a materiais que podem ser magnetizados ou fortemente atraídos por um campo magnético". PM é um método NDE que verifica as descontinuidades de superfície, mas também pode revelar descontinuidades ligeiramente abaixo da superfície.

ULTRA-SOM

No teste ultra-sônico, um transdutor de ultra-som conectado a uma máquina de diagnóstico é passado sobre o objeto que está sendo inspecionado. O transdutor é tipicamente separado do objeto de teste por um acoplante.
O ensaio porultra-som, caracteriza-se num método não destrutivo que tem por objetivo a detecção de defeitos ou descontinuidades internas, presentes nos mais variados tipos ou forma de materiais ferrosos ou não ferrosos.